domingo, 9 de julho de 2017

Esteróides: Eles podem ajudá-lo a viver mais tempo


Os esteróides anabolizantes aumentam o seu desempenho, isto é um fato incontestável. E entende-se por desempenho tudo relacionada a força, potência, resistência e massa muscular. Os fisiculturistas competitivos vem usando esteróides anabolizantes para construir massa muscular e força por algum tempo. Na verdade, o uso de esteróides anabolizantes tem provavelmente aumentado ao longo do tempo, como um estudo que investiga a sua utilização por fisiculturistas mostrou que 77 por cento dos entrevistados relataram o uso de esteróides anabolizantes. Enquanto o uso de esteróides anabolizantes é muito alto entre os bodybuilders profissionais, a verdade é que a grande maioria dos usuários de esteróides não são culturistas de elite ou atletas profissionais, mas sim, indivíduos simplesmente querendo parecer mais magros e mais musculosos. De fato, o uso de esteróides na América tornou-se problema da saúde pública, com cerca de 3 milhões de indivíduos nos Estados Unidos que utilizaram essas drogas. 

A razão para o consumo generalizado de esteróides anabolizantes é que eles, de fato, aumentam vigorosamente o crescimento muscular e a força. O efeito anabólico primário do uso de esteróides anabolizantes é causado quando a molécula de esteróide se liga e ativa o receptor de esteróides dentro da célula muscular, o que altera a forma do receptor de esteróides. A mudança de forma do receptor de esteróides faz com que ele migre e se transforme para o núcleo da célula muscular, onde pode se ligar diretamente ao DNA, desencadeando a produção de determinadas moléculas de proteínas dentro da célula muscular que têm a capacidade de aumentar o crescimento muscular e a força . Por exemplo, uma das proteínas alvo sintetizadas em resposta ao uso de esteróides anabólicos é a folistatina, proteína muscular, que diretamente bloqueia os efeitos negativos da miostatina, que, finalmente, resulta em crescimento muscular. 

Efeitos adversos do uso de esteróides
A influência positiva sobre o crescimento muscular a partir do uso de esteróides anabolizantes não ocorre sem efeitos colaterais negativos, pois os esteróides anabolizantes também desencadeiam a síntese protéica em células não musculares, como a próstata, que promove o aumento indesejado da glândula prostática, aumentando a probabilidade de desenvolvendo câncer de próstata. Os esteróides anabolizantes também demonstraram que prejudicam drasticamente a função cardíaca por aumento patológico do músculo cardíaco, o que diminui a capacidade do coração para bombear sangue em todo o corpo. Em adição aos efeitos indesejáveis de esteróides anabólicos sobre a função do tecido cardíaco, particularmente os esteróides anabólicos 17-alfa-alquilados como o hemogenim, reduzem os níveis de lipoproteína de alta densidade (antigamente designado como colesterol “bom”), enquanto aumenta os níveis de colesterol de lipoproteínas de baixa densidade (antigamente designado como "colesterol ruim"), que é um perfil lipídico sangüíneo associado a doença cardiovascular. 

Combatem a doença e aumentam o tempo de vida
Então, como é possível que os esteróides anabolizantes aumentem a vida quando estiveram conectados a todas essas doenças que ameaçam a vida? Bem, como mencionado anteriormente, os esteróides anabolizantes influenciam diretamente a expressão gênica ativando o receptor de esteróides, o que induz a expressão de muitos genes diferentes. Um dos muitos genes que podem ser desencadeados por esteróides anabolizantes é o gene de uma enzima chamada telomerase - que, em certos casos, pode melhorar a saúde e aumentar nosso tempo de vida. 


O bem-estar, melhorado, associado à telomerase ocorre porque a telomerase mantém o comprimento dos segmentos finais de cada cromossomo em seu corpo. Estas regiões de extremidade de seus cromossomos - conhecidas como telômeros - ficam cada vez mais curtos sempre que uma célula se divide, o que acontece prontamente, e a telomerase mantém seu comprimento o melhor que puder durante o tempo que for possível. No entanto, ao longo do tempo, a telomerase é simplesmente incapaz de manter o comprimento completo dos telômeros, uma vez que o encurtamento dos telômeros causados ​​pela divisão celular eventualmente supera a atividade de reposição de telomere da telomerase, resultando gradualmente em telômeros mais curtos. Eventualmente, os telômeros encolhem seu comprimento que tem por consequência a morte das células, levando a um declínio na função do tecido, função do órgão e saúde geral à medida que envelhecemos. 

Além do encurtamento normal do telômero, alguns indivíduos apresentam defeitos genéticos que exacerbam a erosão dos telômeros, causando uma diminuição mais rápida do comprimento deles, desencadeando certas doenças, como falha da medula óssea, cirrose e fibrose pulmonar. Tal como anteriormente mencionado, certos esteróides anabólicos melhoraram o comprimento dos telômeros, proporcionando um potencial terapêutico para doenças relacionadas com a telomerase. De fato, um estudo de Townsley et al. mostrou que os sujeitos geneticamente propensos a telômeros mais curtos tiveram um aumento significativo no comprimento do telômero depois de serem administrados, oralmente, esteróides anabolizantes (o danazol). 

O danazol, por sinal, foi um esteróide usado por fisiculturistas masculinos muitas décadas atrás por causa de suas qualidades anti-estrogênio. De qualquer forma, os resultados deste estudo indicam claramente que certos esteróides anabolizantes podem mitigar a doença resultante de telômeros erosionados, aumentando o comprimento dos telômeros e, já que os telômeros mais curtos reduzem nosso tempo de vida, talvez os esteróides anabolizantes também possam aumentar a vida ao aumentar o comprimento dos telômeros .

O comprimento do telômero tem que ser correto
A influência dos esteróides anabolizantes na saúde e na longevidade não é tão direta. Embora existam muitas provas de que os telómeros mais curtos tenham sido associados com muitas doenças do envelhecimento prematuro e, ao contrário, mais telómeros nas células brancas do sangue reduz a probabilidade de “matar” certos cancros, a atividade de telomerase através do uso de esteróides anabolizantes gerando mais telômeros podem ser tão prejudiciais para sua saúde quanto os telômeros que são muito curtos. 

Isso porque a função da telomerase excessiva pode realmente ajudar as células cancerosas a sobreviverem , já que as células cancerosas são extremamente suscetíveis à morte celular desencadeada por telômeros curtos. Isso ocorre porque as células cancerosas dividem-se muito, tornando-as propensas a telômeros mais curtos que poderiam desencadear a morte da célula cancerosa. Portanto, se alguém desencadeia a atividade da telomerase tomando certos esteróides anabolizantes, pode-se aumentar o comprimento dos telômeros em certas células cancerosas, melhorando sua viabilidade, provavelmente resultando em mais crescimento do câncer. 

Assim, para reduzir o risco de câncer e melhorar a saúde geral e a longevidade, parece que precisamos de um nível intermediário de atividade da telomerase. Isto significa que a capacidade de certos esteróides anabolizantes poder melhorar a saúde daqueles com doenças de encurtamento de telômeros e esses potentes medicamentos para construir músculos provavelmente aumentarão o tamanho do telômero em indivíduos saudáveis ​​- melhorando excessivamente a probabilidade de desenvolver doenças que ameaçam a vida, como câncer, e, finalmente, reduzindo a capacidade de viver uma vida longa e saudável.

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário